POSTER 16 – MULHER OU HOMEM: QUEM MAIS BENEFICIA, EM TERMOS DE PERFIL LIPÍDICO, AO LONGO DA CONSULTA DE RISCO CEREBROVASCULAR?

Luís Graça Santos(1);Luís Carvalho(1);Fernando Montenegro Sá(1);Catarina Ruivo(1);Sidarth Pernencar(1);Behnam Moradi(1);Renato Saraiva(1);João Morais(1)
(1) Centro Hospitalar de Leiria

INTRODUÇÃO:
Tão importante como encontrar e tratar a causa específica de um evento vascular cerebral é aferir, acompanhar e tratar os factores de risco cerebrovascular que podem contribuir e/ou agravar o mesmo, tendo o perfil lipídico particular destaque.

OBJETIVOS:
Analisar comparativamente o controlo do perfil lipídico, entre género, ao longo da Consulta de Risco Cerebrovascular (CRCV).

MÉTODOS:
Realizou-se um estudo retrospectivo que incluiu os doentes que compareceram à CRCV de 1 de Janeiro a 27 de Maio de 2016. Este grupo foi dividido em dois subgrupos (feminino ou masculino) e, posteriormente, comparados quanto à evolução dos valores médios de colesterol-LDL, -HDL, e triglicerídeos da primeira à última consulta a que compareceram.

RESULTADOS:
Globalmente, obteve-se diminuição do colesterol-LDL e dos triglicerídeos em ambos os subgrupos. A diminuição destes dois parêmetros foi superior no grupo do sexo feminino. Os valores de colesterol-HDL não se alteraram substancialmente.

CONCLUSÃO:
A terapêutica farmacológica e não farmacológica da dislipidemia revelou ser eficaz, segura e bem tolerada no grupo de doentes com doença cerebrovascular, independentemente do género. O sexo feminino foi o que mais beneficiou destas medidas ao longo do seguimento em CRCV. Ficou também patente a dificuldade, amplamente reconhecida, na modificação do HDL nestes doentes.

para fazer download do poster clique aqui

Login

Lembrar


Criar novo registo

Lost Password

NOVO REGISTO